Não podemos esquecer que uma pessoa (apesar de pequeno e indefeso é um ser humano) que viveu nove meses no útero (e vamos ressaltar: no escuro, no líquido quente, aperto e na zoada) agora vive outras experiências. Será que vocês entendem o PESO dessas novas experiências? Vou ressaltar algumas:

 

 

– Se alimentam pela boca e isso cansa muito
– Não reconhecem suas perninhas, braços, boca, enfim, seu corpinho
– Não entendem que tem mãe, pai, avós etc (ainda não)
– Não estavam acostumados com zoada de TV, som, campainha, cachorro, etc
– Não ficavam de barriga para baixo ou para cima (só conhecem o aperto)
– Não usavam roupas
– Não dormiam
– Não sabiam (e não sabem ainda) que dia tem 24hs (e tem dia e noite)
– Não tinha digestão, azia, arroto, etc
– Não eram pegados, balançados, beijados e abraçados
– Não passavam de colo em colo
– Não conheciam luz, temperatura e umidade
– Frio, calor e sensações térmicas

 

 

Bom, podem perceber que TUDO é novo.

 

Quando os adultos aprendem algo novo, como é o comportamento? Alguns até negam, certo? Outros fogem e quem insiste precisa de tempo par assimilar. Então vamos devagar com os bebês, é tudo muito nova e as vezes um pequeno passeio ou um banho demorado ou uma brincadeira foi demais para eles (apenas moderem, não é para evitar).